Blog

O que é preciso para ser um autônomo?

O que é preciso para ser um autônomo

Você está pensando em trabalhar por conta própria, mas não sabe o que é preciso para ser autônomo? Então, veio ao lugar certo! 

Hoje em dia, o trabalho autônomo tem se tornado cada vez mais presente.

De acordo com o IBGE, o número de trabalhadores autônomos atingiu a marca de 24 milhões, em agosto de 2019. Ou seja, uma em cada quatro pessoas ocupadas, trabalha por conta própria.

Assim sendo, embora haja bastante espaço no mercado de trabalho para os autônomos, é preciso saber, de fato, o que é essa modalidade de trabalho, antes de se aventurar.

Portanto, caso esteja interessado, continue lendo esse conteúdo para saber um pouco mais sobre o assunto! 

O que é preciso para ser um autônomo?

É inegável que o mercado de trabalho têm sofrido uma série de transformações ao longo dos anos.

Atualmente, o Brasil está no terceiro lugar do ranking de países que possuem o maior número de trabalhadores autônomos.

Isso significa que, segundo os dados divulgados pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), por volta de 33% de trabalhadores desempenham as suas atividades por conta própria, ou seja, sem quaisquer vínculos empregatício.

Dessa forma, é possível notar que essa é uma modalidade que vem crescendo e se tornando mais comum em solos brasileiros.

Mas, afinal, o que é preciso para ser um autônomo?

Bem, como você já deve saber, o autônomo é um tipo de trabalhador que desempenha as suas funções por conta própria.

Isso significa que ele não depende de uma empresa ou órgão governamental para exercer o seu ofício, podendo ser uma pessoa física ou até mesmo jurídica.

Ou seja, a principal característica de um autônomo é, sem dúvida, a ausência de um vínculo empregatício.

Assim sendo, para ser um autônomo, é necessário fazer o Cadastro de Contribuintes Mobiliários, na prefeitura de sua cidade.

Esse processo é feito através da Secretaria de Finanças da Administração Municipal.

Dessa forma, todos aqueles que são contribuintes de tributos mobiliários, são obrigados pela lei a fazer o registro no CCM.

E, além disso, o autônomo também precisará informar sobre o fim de suas atividades no prazo estipulado pela legislação municipal.

Desse modo, você poderá fazer o cadastro CCM por meio da Internet, consultando a possibilidade em todos os municípios.

E, em seguida, será preciso cadastrar-se no INSS, como contribuinte individual. Esse passo também pode ser feito através da internet.

 

Quem é considerado autônomo?

Quem é considerado autônomo
Quem é considerado autônomo

Sem dúvida, diversas pessoas estão optando por trabalhar como autônomas, devido aos grandes benefícios e vantagens que essa modalidade pode proporcionar.

Todavia, quem pode ser considerado como autônomo, afinal de contas? Toda pessoa que trabalha por conta própria pode ser uma autônoma?

Na verdade, perante as leis trabalhistas não existe uma definição que especifica o trabalho autônomo.

No entanto, de acordo com a Lei Federal 8.212/92, pode ser considerado como autônomo aquele que exerce a sua atividade profissional de forma eventual e sem possuir quaisquer vínculos empregatício e, além disso, por sua própria conta e assumindo todos os riscos pelo serviço.

Isso significa que, um trabalhador autônomo é aquele que possui certo conhecimento ou habilidade e decide trabalhar por sua conta própria, sem carteira assinada.

 

Uma de suas características mais relevantes é, sem dúvida, a independência. Tendo em vista que um autônomo

O que mais define a atividade do autônomo é sua independência.

Pois, eles possuem a liberdade de negociar as relações de trabalho, incluindo os horários e salários.

 

Quais são os tipos de trabalho autônomo?

 Existe uma série de diferentes trabalhos autônomos. No entanto, há alguns que são mais conhecidos e populares dentro do mercado de trabalho, como por exemplo:

 

  •   Professor particular;
  •   Cuidador de pets;
  •   Babá;
  •   Nômade digital;
  •   Consultor;
  •   Organizador de festa;
  •   Eletricista;
  •   Coaching;
  •   Programador de softwares;
  •   Produtor de conteúdo para web;
  •   Fotógrafo;
  •   Editor de vídeos;
  •   Freelancer de Marketing Digital.

 

Conclusão

Enfim, agora que você já sabe o que é preciso para se tornar um autônomo, já pode começar a planejar-se para atuar por conta própria.

Como dito antes, essa modalidade de trabalhadores vem crescendo a cada dia mais no Brasil, e a tendência é para crescer ainda mais.

Isso porque, o trabalho como autônomo pode garantir benefícios tanto para o trabalhador, quanto para a empresa que o contratou.

Enfim, o que você achou desse conteúdo? Ainda possui alguma dúvida? Então, deixe o seu comentário!