Blog

5 passos para instrutores prepararem boas aulas

Boas aulas

Com a volta das interações sociais feitas de maneira presencial, ou mesmo com elas a distância, as pessoas têm aderido muito mais facilmente nos últimos tempos a sua vontade de aprender mais vocações ou mesmo de fazer aulas diferentes para enriquecer o seu currículo ou até mesmo como uma opção de hobby e lazer.

Com essa nova demanda de alunos aparecendo no mercado, os profissionais de diversas áreas têm se tornado instrutores das mesmas, visando ensinar o que aprenderam para esse novo público de alunos que está surgindo.

Mas então, como esses profissionais devem proceder para se tornar instrutores? Por que a preparação da aula é tão importante nesse percurso de ensino? Como esse profissional pode preparar boas aulas?

Visando entender melhor esses pontos, no artigo de hoje falaremos sobre como a preparação de aulas é importante de ser feita pelo instrutor que irá ministrá-la e quais os passos que devem ser seguidos para que o mesmo prepare da melhor maneira uma boa aula para todos.

Por que a preparação da aula é importante?

Uma preparação prévia de todas as aulas que serão ministradas durante um curso é de fundamental importância para garantir que o curso atinja todos os seus objetivos e para que os alunos tenham um norte verdadeiro do que irão aprender.

Sem uma preparação prévia da aula, o instrutor pode facilmente se perder e não atingir os objetivos desejados, como também pode deixar o seu aluno perdido durante as aulas seguintes.

Vale lembrar que uma boa preparação de aula não deve limitar a criatividade de uma aula, mas sim, orientá-la. Quando essa preparação é bem feita, é muito mais fácil para a imaginação e a criatividade do instrutor possam surgir, isso sem atrapalhar o desempenho da aula e o seu cronograma de início e de finalização. 

Como preparar uma boa aula?

Nos tópicos a seguir, traremos algumas dicas fundamentais sobre como um bom instrutor pode preparar uma boa e enriquecedora aula para os seus alunos. 

Tire tempo

Para elaborar uma boa aula, o instrutor irá precisar tirar um tempo antes da aula para verdadeiramente se preparar.

Não há como negar, os instrutores e professores gastam muito tempo para essa preparação (talvez gastem bem mais tempo para preparar uma aula do que para verdadeiramente aplicá-la).

Esse tempo de preparação da aula deve ser considerado no valor final do curso que será ministrado, dado que ele é de extrema importância para que o conteúdo seja passado da maneira mais enriquecedora para os alunos. Todo o trabalho que o instrutor teve ou terá deve ser devidamente remunerado. 

Prepare o material de acordo com o seu público

O instrutor deve sempre considerar todas as características pessoais do seu grupo antes de preparar qualquer material para o mesmo.

Vale ressaltar que alguns grupos receberão muito mais facilmente um tipo de material, enquanto outros não. Cada grupo é um grupo, por isso a consideração dessa subjetividade é tão importante de ser levada em conta.

Exemplo prático: um professor de inglês está ministrando aulas para uma turma de 50 anos e para uma turma de 15 anos, certamente esses planos de aulas serão completamente diferentes, dado que cada turma se comporta de uma maneira e tem um nível de absorção muito diferente. Todo esse cuidado e estudo de caso sempre deve ser levado em consideração na hora da preparação prévia de uma aula. 

Faça um bom planejamento

Um bom planejamento sempre deve ser feito para que a turma e o professor não se perca durante as aulas. Os alunos devem saber corretamente quando o curso ou aula irá ser iniciado e finalizado. Uma boa dica é que os instrutores deixem uns dois dias de sobra como margem de erro. 

É muito normal que imprevistos aconteçam ou mesmo que uma aula seja mais difícil de administrar que as demais, por conta disso, contando com dois dias na margem de erro, a chance do curso ser finalizado no prazo previsto é muito maior.

Se sobrar um dia antes da finalização do curso, ele pode facilmente ser utilizado como um dia de confraternização ou mesmo pode contar com algum convidado especial para complementar o conhecimento adquirido até então.  

Use a criatividade

Como vimos acima, mesmo dentro de uma preparação prévia de uma aula, a criatividade jamais deve ser deixada de lado! 

O instrutor pode deixar a sua imaginação fluir da melhor maneira durante as aulas, ou mesmo preparar aulas previamente que fujam das diretrizes convencionais do curso, e que possam trazer um outro nível de conhecimento para os alunos. 

Avalie suas opções

Por último, o professor deve sempre avaliar todas as ferramentas e meios disponíveis para a preparação prévia da sua aula contar com ainda mais qualidade e dinamismo, que incluem passeios à parte e até mesmo o uso de vídeos e filmes como ajuda complementar.

Essas ferramentas garantem que a aula seja mais dinâmica e rica, fugindo um pouco do convencional e trazendo ainda mais energia para os alunos finalizarem as aulas ou o curso.