Blog

Due diligence

Primeiramente, não há nada mais vantajoso do que ter segurança na hora de negociar a compra ou venda de algo. O due diligence pode ser explicado como o estudo, análise e avaliação, englobando informações e documentos de uma empresa.

Certamente que o ramo de negócios é um dos que mais crescem, porque engloba várias situações diferentes. Por exemplo: informações sobre uma organização, imóvel (de todas as classes) e engloba praticamente.

Conseguir ter segurança nesse processo é a melhor alternativa e permite ter acesso as principais vantagens. Nesse ínterim, chegou a hora e o momento de obter todas as informações referentes a esse tema tão relevante.

O que é due diligence?

De antemão, o termo due diligence, pode ser traduzido para o português como uma “diligência prévia”, englobando três partes. Trata-se do estudo, análise e avaliação de algo ligado a negociação, no caso é mais comum ser uma empresa.

Em via de regra, é a chamada Target e visa identificar algumas distorções relevantes e que decorrem das práticas empresariais. Todo esse processo abraça alguns aspectos importantes e a seguir confira os principais:

  • Contábeis;
  • Financeiros;
  • Imobiliários;
  • Jurídicos;
  • Previdenciários;
  • Tecnológicos;
  • Trabalhistas.

Desde já, o due diligence deve abranger diretamente a análise das informações desses cunhos e com muito critério. O foco é conseguir identificar possíveis falhas e a ideia é permitir que a negociação possa acontecer naturalmente.

O processo é voltado para possibilitar uma visão mais ampla sobre esse negócio e é necessário entender dois lados. O primeiro é ligado a quem está vendendo e o segundo é voltado para aquele que tem o desejo de investir naquilo.

À primeira vista, a realização dessa pesquisa fará com que dê para compreender alguns aspectos muito importantes. Por exemplo: base da concorrência e principais concorrentes, posicionamento no mercado e projeção para o futuro.

O empresário tem condição de vender ou mesmo buscar um investidor e o processo de negociação se torna mais efetivo. Sob o mesmo ponto de vista, o due diligence possibilita que o resultado final da negociação possa acontecer.

O que é due diligence imobiliária?

Antes de mais nada, é importante entender que o due diligence imobiliária trata-se de profissionais especializados no direito imobiliário. Logo, é referente a toda a preparação ou mesmo análise dos documentos inerentes a um imóvel. 

Fato é que diminui o risco que está presente em toda aquisição ou mesmo no processo de venda de um imóvel. Esse serviço deve ser prestado por ambos e a seguir confira as informações referentes a cada um:

Vendedor– Organização de toda a documentação que for necessária para o processo de negociação e venda).

Comprador– Análise de toda a documentação que estiver ligada ao que está sendo adquirido e buscando sempre ter segurança.

No final dessa análise, será gerado um parecer e que deve constar o resultado dessa espécie de “investigação”. Em suma, por meio da opinião desse

profissional e tudo com base nos riscos presentes nesse tipo de aquisição.

O mais importante é entender o due diligence imobiliária como algo preventivo e que facilita toda a negociação. Ambos os lados conseguem fechar um negócio muito mais interessante e seguro, evitando aquela surpresa desagradável.

Á princípio, a utilização desse tipo de estratégia é a alternativa mais eficaz e oferecer um resultado final muito melhor. Em seguida, é dar prosseguimento aos demais passos e a tendência natural é conseguir usufruir bem desse serviço.

O que é o due diligence ambiental?

Em primeiro lugar, due diligence ambiental é o estudo que objetiva estimar a presença de passivos ou mesmo riscos para o meio ambiente em determina região, ou seja, fazendo com que seja necessário estar atento as situações.

Esse procedimento visa conseguir analisar os níveis de possíveis contaminações do solo e também da água subterrânea. Além disso, influencia também a águas superficiais e obviamente que as demais estruturas.

O resultado final mostra se existe algum risco de o impacto ambiental ser elevado e por isso é algo indispensável. Enfim, a avaliação é necessária durante a aquisição de imóveis ou empresas para destinar a um projeto específico.

Esse processo auxilia a conseguir determinar se o preço exigido pela propriedade é justo ou não. Dessa maneira, confira a seguir as duas fases da due diligence ambiental e as informações que forem pertinentes.

Fase I– Referente a fase em que o local é visitado e todos os documentos dessa área conseguem ser revistos com toda a facilidade.

Fase II– Por outro lado, caso seja necessário é importante retirar amostras do solo, água ou outro elemento para ser analisado em laboratório.

A grande importância das fases é conseguir evitar que exista a necessidade da fase II, porém de uma forma segura. Assim sendo, pode ser importante também optar por essa fase e por isso é ambas são complementares.

Due diligence direito: Conclusão

Antecipadamente, o due diligence é um enorme diferencial na vida de quem vai negociar. Nesse caso, engloba aqueles que deseja adquirir uma empresa ou mesmo negociar qualquer tipo de bem, mas, sempre tendo toda a segurança.

O grande segredo é ter segurança e a prevenção é o melhor caminho, afinal comprar algo é investir dinheiro naquilo. Descobrir que a negociação foi um negócio pode levar a uma situação complicada e que traz sérios problemas.

A dica é optar pela contratação de um advogado especialista em due diligence e trazer muito mais seriedade ao processo. Em resumo, é necessário que dê para ter acesso a todos os documentos presentes na negociação.

Para aqueles que ficaram interessados e não sabem como contratar advogados especializados nisso, a notícia é boa. A Garcia Advogados conta com excelentes profissionais e que tem a capacidade de auxiliar nessa hora tão importante.

Basta entrar em contato por meio desse link e obter todas as informações, sempre por meio de um profissional. Igualmente, traz a vantagem de obter as documentações para que a negociação transcorra da melhor forma possível.